Após período mais crítico da pandemia, partida de futebol volta a ser realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional em parceria com o Fundo Social de Solidariedade; objetivo foi arrecadar brinquedos e mantimentos para os menos favorecidos

Com organização da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional em parceria com o Fundo Social de Solidariedade, ocorreu neste sábado (11/12) a segunda edição do “Futebol Solidário”. O evento foi realizado em Santos-SP, no litoral, no Estádio “Urbano Caldeira”, da Vila Belmiro, um dos mais célebres cenários esportivos do mundo, reunindo mais de 400 pessoas.

Entraram em campo o governador de São Paulo, João Doria, o vice-governador e secretário de Estado de Governo, Rodrigo Garcia, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, demais secretários estaduais, deputados, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de diferentes partes do estado. As autoridades foram recepcionadas pela presidente do Fundo Social de Solidariedade, a primeira-dama do Estado Bia Doria.

Tanto quem jogou quanto quem ocupou a arquibancada para torcer colaborou com um brinquedo novo ou com um quilo de alimento não-perecível. O Fundo Social fará a distribuição de todo o material arrecadado, que ainda está sendo contabilizado.

“Despois de um ano tão duro de pandemia e de tanta luta e de trabalho pela população, poder encontrar prefeitos, deputados e outras autoridades do estado, num ambiente de descontração e, principalmente, poder fazer o bem aos menos favorecidos, com a arrecadação de brinquedos e de alimentos, é muito gratificante”, comemorou Vinholi.

As palavras e o sentimento do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional encontram ressonância no governador de São Paulo:

“O futebol fica melhor quando, além do jogo, além da paixão, ele traz o bom coração e a solidariedade”, afirmou Doria.

A 1ª edição do “Futebol Solidário” aconteceu no final de 2019, com uma partida no Estádio “Paulo Machado de Carvalho”, no Pacaembu, em São Paulo. Na oportunidade, foram arrecadados mais de 5 toneladas de alimentos. Por força da pandemia de Covid-19, a edição de 2020 foi cancelada.