Retomada da economia e continuidade do combate ao coronavírus avançam com novas ações do Governo do Estado

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Publicado em

Desenvolvimento Regional propõe subdivisões na RMSP para melhor gestão do sistema de saúde

Em entrevista coletiva hoje (29), no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria anunciou iniciativas no combate à disseminação do coronavírus e na descompressão das atividades econômicas. Estas ações, como a divisão da Grande São Paulo em cinco sub-regiões, estão baseadas em critérios objetivos como o comportamento da epidemia por território e a  capacidade do sistema hospitalar em absorver os infectados.

“A Região Metropolitana da capital possui 22  milhões de habitantes e por suas dimensões e complexidade foi dividida em cinco sub-regiões. Isso permitirá uma avaliação mais precisa tanto do índice de disseminação da epidemia como da  capacidade hospitalar regional”, explicou o secretário Marco Vinholi.

A divisão permite uma classificação mais específica das áreas envolvidas, segundo características demográficas e critérios técnicos como eficácia no atendimento de pacientes infectados.

A decisão de dividir a RMSP em cinco áreas foi pactuada com os prefeitos dos 38 municípios que integram a região. As análises regionalizadas serão realizadas semanalmente e indicarão reclassificação da atual fase vermelha, de nível máximo de restrição, para as que permitem abertura controlada de atividades não essenciais.

“Com essa nova formatação, será possível uma análise mais criteriosa dos dados sanitários  para classificação apropriada de fases de retomada econômica consciente na Região Metropolitana”, afirmou o governador Doria.

O  Secretário Marco Vinholi informou que as reuniões com prefeitos prosseguem, mas ainda não há previsão de migração dos municípios da Grande São Paulo para novas fases do plano.

“Dialogamos com cada um dos prefeitos, explicando a necessidade de aumento da capacidade hospitalar, pois é nesse índice que a Região Metropolitana deve melhorar para avançar para a próxima fase de descompressão. A ação conjunta Estado-municípios para incremento do números de leitos hospitalares é crucial para que possamos avançar”, concluiu Vinholi.

A divisão foi feita com base na lei complementar nº 1.139, de junho de 2011, que prevê as redes regionais de Assistência à Saúde na Região Metropolitana, com a especificação das sub-regiões.

A Região Metropolitana fica assim dividida em cinco sub-regiões para efeito do Plano SP:

Norte – Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã;

Sudeste/ABC – Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul;

Leste/Alto Tietê – Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano;

Sudoeste – Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista;

Oeste – Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba.

Para conferir mais fotos da coletiva na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , ,

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T