Evolução da pandemia na Região de Presidente Prudente motiva reunião do Desenvolvimento Regional com prefeitos e lideranças locais

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Publicado em

Crescimento de 62% em internações leva a região para a fase vermelha

O Governo do Estado de São Paulo realizou nesta terça-feira (16), no Palácio dos Bandeirantes, encontro com Deputados e Prefeitos da Região Administrativa de Presidente Prudente. Comandado pelo Secretário de Desenvolvimento Regional (SDR), Marco Vinholi, o encontro contou com a presença do Vice-Governador e Secretário de Governo, Rodrigo Garcia. Na reunião, as autoridades estaduais e municipais discutiram o Plano São Paulo, que visa à retomada consciente da economia em todo o Estado e a fase em que se encontra a Região de Presidente Prudente.

“O Governo do Estado entende a necessidade da retomada da atividade econômica, mas precisamos agir de forma gradual para que não tenhamos um surto da doença no interior. Temos seguido os critérios impostos pelo Plano São Paulo, cujo propósito é a abertura responsável do comércio”, afirma o Secretário Vinholi.

Na última semana, a Região retrocedeu da fase amarela, que possibilitava a abertura de atividades imobiliárias, concessionárias de autos, escritórios, indústria não essencial, construção civil; bares, restaurantes e similares, comércio, shopping centers e salões de beleza, para fase vermelha, que prevê o fechamento de todo serviço não essencial.

O Coordenador do Centro de Crises, Santiago Falcão, ressaltou que este não é o único critério, e que o Centro de Contingência precisa levar em consideração os cinco fatores propostos pelo Plano para o avanço ou retrocesso nas fases. O Plano SP estabelece cinco critérios, sendo eles: ocupação de UTI Covid, leitos de UTI por 100 mil habitantes, variação do número de casos, variação do número de internação e variação do número de óbitos.

“A Região de Presidente Prudente passou para a fase vermelha não por causa da sua ocupação de leitos de UTI, mas sim porque teve aumento significativo na variação de internação e do número de óbitos. Esses são dados fundamentais para a classificação no Plano SP”, esclareceu Santiago.

Na região, o número de óbitos dobrou no período e as internações cresceram 62%, indicando maior restrição e mobilização da sociedade em torno do isolamento social.

Os Prefeitos também mostraram preocupação quanto à capacidade hospitalar da Região, reforçando a importância da criação de leitos, para que em caso de crescimento de casos o sistema de saúde não entre em colapso. Outro tema abordado foram os casos de Covid-19 na população carcerária. Presidente Prudente é a região que mais possui presídios no estado.

O Secretário Vinholi informou que a capacidade hospitalar da região será fortalecida nos próximos dias com a chegada de novos respiradores para a criação de leitos de UTI, assim como outras regiões do estado. Sobre os dados apresentados pelos gestores, o Coordenador do Centro de Crise, Santiago Falcão, comprometeu-se a apresentar ao Comitê no estudo que acontece às terças-feiras.

Vale lembrar que no Plano São Paulo os dados são estudados por sete dias, comparados com a semana anterior, e a cada terça-feira são armazenados no banco de dado para que na quarta-feira seja anunciado avanço ou regresso de fases. A regra do Plano estabelece para o avanço queda de 14 dias nos diversos itens medidos e, para o retrocesso, aumento dos indicadores medidos em sete dias. O Governador João Doria apresenta nesta quarta-feira (17) a avaliação semanal.

O encontro contou com a presença dos Deputados Estaduais Ed Thomas, Mauro Bragato e Reinaldo Alguz; do Coordenador do Gabinete de Crise, Santiago Falcão, e dos Prefeitos de Maracaí, Eduardo Corrêa Sotana; Marabá Paulista, Miguel Duarte Costa; Presidente Bernardes, Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo; Taciba, Alair Antonio Batista; Dracena, Juliano Brito Bertolini; Quatá, Marcelo Pecchio; Presidente Venceslau, Jorge Duran; Anhumas, Genildo Ramineli; Martinópolis, Cristiano Macedo Engel; Sagres, Ricardo Rived Garcia; Álvares Machado, Roger Fernandes Gasques; Estrela do Norte, Cícero Cirino da Silva; Irapuru, Silvio Ushijima; Marabá Paulista, Miguel Duarte Costa; Martinópolis, Cristiano Macedo Engel; Narandiba, Itamar dos Santos Silva; Paulicéia, Ermes da Silva; Presidente Prudente, Nelson Bugalho; Rancharia, Alberto César; Regente Feijó, Marco Antônio Pereira e Santo Expedito, Ivandeci José Cabral.

Tags: , ,

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T