Operação Independência: Desenvolvimento Regional alerta contra propagação do vírus no feriado de sete de setembro

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Publicado em

Infecções, óbitos e ocupação de leitos estão em queda pela quarta semana consecutiva no estado

Na 119ª coletiva de imprensa promovida pelo Governo do Estado sobre a pandemia de coronavírus, ocorrida hoje (4) no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria e os Secretários de Saúde, Jean Gorenchteyn, de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, Segurança Pública, General João Campos, Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, além do coordenador e coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19, José Medina e João Gabbardo, respectivamente, foram anunciadas em especial ações do Estado e dos municípios visando conter a disseminação do vírus durante o feriado da Independência.

A chamada “Operação independência” foi lançada pelo Governo do Estado para conter a propagação do vírus em vista do feriado prolongado. Contempla a mobilização de 20 mil policiais em ações de apoio e fiscalização aos municípios do litoral e de estâncias turísticas no interior que as solicitaram para o feriado prolongado.

“Redobrem os cuidados quanto a aglomerações e mantenham o distanciamento social”, disse o governador Doria. “São 20 mil homens, 7200 viaturas, onze helicópteros e 32 drones. A Operação Independência começa hoje e perdura até 8 de setembro para reforçar a segurança e apoiar as ações municipais. ”

“Os números de hoje são positivos, queda em óbitos, infecções e ocupação de leitos, mas é importante que todos os gestores e a sociedade estejam alertas para que, neste feriado, respeitemos as medidas de utilização de máscaras e não aglomeração para continuar com os indicadores evoluindo ainda mais”, complementou o secretário Vinholi.

Na 12ª atualização do Plano SP, o Governo do Estado anunciou que cinco regiões progrediram da fase laranja para a fase amarela do Plano SP. Agora, 95% da população paulista vive em áreas abrangidas pela fase amarela de relativa flexibilização da quarentena. São elas: Marília, Presidente Prudente, Registro, São João da Boa Vista e São José do Rio Preto.

“A evolução destas regiões é uma tendência de melhora que temos observado nos indicadores de todo o estado”, afirmou Doria. “Estamos já na quarta semana consecutiva de queda no número de óbitos; é um fato inédito desde o início da pandemia”.

O Secretário Marco Vinholi observou: “A quase totalidade do estado na fase amarela constitui um avanço importante. Além disso, o menor índice se deu na ocupação de leitos de Uti desde o início do Plano SP, com 54% de ocupação. Outro fator importante é que pela primeira vez os óbitos no interior atingem um patamar maior do que na capital, com estreita margem de 37,7% e 37,6% na capital. A ocupação dos leitos de Uti mostra que somente a região de Franca ainda está com percentual de 75,7% de ocupação, mas este índice deve cair por conta dos 52 leitos instalados na região ao longo da última quinzena.”

Vinholi, contudo, advertiu que na região de Ribeirão Preto houve evolução de casos e óbitos. “Continuaremos dialogando com os gestores municipais  para atingirmos a fase amarela nestas duas regiões.”

Já na região de São José do Rio Preto, a ocupação de leitos baixou para 73%. De modo, pela primeira vez a região avançou para fase amarela desde o início das atualizações do Plano SP.

Presidente Prudente mostrou melhora na evolução da pandemia. O número de leitos foi duplicado, de cinco para dez por 100 mil habitantes. A região de Registro também melhorou seus indicadores em relação aos óbitos e apresentou queda na ocupação de menos 66%. O número de leitos foi dobrado de sete para 14 por 100 mil habitantes.

Do mesmo modo, Marília também demonstrou melhoria na evolução da doença e nesta região o número de leitos foi triplicado desde o início da epidemia. E a região de São João da Boa Vista houve duplicação no número de leitos de UTI, de sete para 15 por 100 mil habitantes.

Confira a 12° atualização completa, clique aqui.

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T