Agravamento da pandemia leva Governo do Estado a colocar 76% da população na fase laranja e 15% na vermelha do Plano SP

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Piracicaba foi a única região a apresentar evolução em seus índices de saúde, informa o Desenvolvimento Regional

Na coletiva de imprensa de hoje (26), membros do Governo do Estado atualizaram os dados mais recentes do enfrentamento da pandemia de Covid-19 e de retomada da economia nas diversas regiões de SP, que registram até aqui 2 milhões de casos e 59,1 mil óbitos por coronavírus. O número de pacientes internados é de 14.809. Mais de 1,79 milhão de pessoas já estão recuperadas da doença no estado.

Na coletiva de imprensa foi informada a revisão regional do Plano São Paulo. Marília e Ribeirão Preto regridem para a etapa com restrição total de comércios e serviços não essenciais. Araraquara, Barretos, Bauru e Presidente Prudente seguem na fase vermelha.

Campinas, RM de SP, Registro e Sorocaba recuam para a fase laranja, que também abrange Franca, São José do Rio Preto, São João da Boa Vista e Taubaté. Na fase amarela estão Piracicaba, Araçatuba e Baixada Santista. A reclassificação começa a valer a partir de 1º de março.

O secretário Marco Vinholi enfatizou a expansão da pandemia em todo o território paulista, com a Região Metropolitana de SP e as regiões de Campinas, Sorocaba e Registro recuando para a fase laranja.  Marília e Ribeirão Preto também recuam, da fase laranja para a mais restritiva, a vermelha. “Somente a região de Piracicaba apresentou melhores índices de saúde e avançou da fase laranja para a amarela; o restante do estado permaneceu estável”, informou Vinholi.

“Quero registrar o relevante esforço do Governo do Estado na elevação em 140% do total de leitos de UTI SUS disponíveis. Hoje, SP atinge 8500 leitos no total. Se não fosse por esta medida, poderíamos ter vivenciado um cenário de saúde bem mais grave no estado”, enfatizou Vinholi.

“Quando SP alcança um número próximo de 7 mil pessoas internadas em leitos intensivos pela Covid, o esforço por mais leitos é uma grande conquista. Vamos continuar trabalhando em parceria com as Prefeituras paulistas nesta direção.  Por fim, peço a mobilização de todas as Prefeituras no sentindo de implementação das medidas de isolamento social, como preconizadas pelo Plano SP”, conclui Vinholi.

Na 8ª semana epidemiológica do ano, SP registrou 13% de aumento no número de internações, principalmente em UTIs. Os casos também registraram incremento de 6% ante a semana anterior. A taxa de óbitos também subiu em 4%. Hoje, o estado tem 6.767 pacientes internados em UTIs e outros 8 mil em enfermaria. A taxa de ocupação de UTI no estado atingiu  70,4%. Hoje, 76% da população paulista estão na etapa laranja do Plano SP e 15% na fase vermelha.

Os 645 municípios paulistas têm pelo menos uma pessoa infectada pelo coronavírus. 625 cidades computam um ou mais óbitos. A relação de casos e óbitos confirmados por cidade, junto com o perfil, pode ser consultada também em: www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

Tags: , , , ,

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T