O Governador Rodrigo Garcia também iniciou obras de Hospital Municipal, em Peruíbe

Em agenda na Baixada Santista nesta quarta-feira (22), o Governador Rodrigo Garcia, acompanhado do Secretário de Desenvolvimento Regional, Rubens Cury, liberou R$ 72,6 milhões para obras nas áreas da Saúde e Infraestrutura Urbana nas cidades de São Vicente e Peruíbe.

“As entregas de hoje para os municípios de Peruíbe e São Vicente mostram que o Governo de São Paulo está presente no dia a dia dos municípios da Baixada. Uma parceria muito importante para que os benefícios continuem chegando à nossa população”, afirmou o Governador.

Entre convênios assinados e autorizos do Governador, a população vicentina será beneficiada com R$ 12,5 milhões em infraestrutura urbana e outros R$ 15 milhões para a reforma e ampliação do Hospital Municipal.

Em São Vicente, o Hospital Municipal localizado na Rua Ipiranga é considerado estratégico para o atendimento da população na Rede Municipal de Atenção às Urgências e Emergência. Localizado na região central, a unidade facilitará o deslocamento dos pacientes.

Para a infraestrutura urbana o município receberá obras de pavimentação, recapeamento, novas guias e sarjetas, com o objetivo de melhorar o fluxo viário e a mobilidade urbana da cidade. Os dois convênios com a Prefeitura, nos valores de R$ 2,9 milhões, e R$ 1,7 milhões, proporcionarão readequação completa da Avenida Eduardo Souto, na Cidade Náutica, da Avenida Sambaiatuba e Avenida Penedo, entre os bairros Catiapoã, Vila Cascatinha e Jóquei Clube.

Hospital Municipal e Infraestrutura Urbana em Peruíbe

O governador Rodrigo também iniciou as obras do Hospital Municipal de Peruíbe para retomada e conclusão da unidade. O convênio contará com R$ 22 milhões de investimento da SDR. A Secretaria estadual da Saúde já havia feito repasse de R$ 4 milhões para a primeira fase das obras do equipamento.

“Não há nada mais importante para um Governo do que cuidar da saúde de sua população. O Governador Rodrigo trabalhou pela saúde antes, durante e depois da pandemia. A retomada das obras do Hospital Municipal de Peruíbe é levar para população esse atendimento que tanto esperam”, frisou o Secretário de Desenvolvimento Regional, Rubens Cury.

A população de Peruíbe aguarda ansiosamente pelo novo hospital, já que o município está sem um Hospital Municipal desde 2014. A nova estrutura oferecerá maternidade, centros cirúrgico e obstétrico, centro de parto normal, além de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto, pediátrica e neo natal. O Hospital oferecerá 58 leitos, sendo 11 de UTI.

Rodrigo também assinou a liberação de R$ 10 milhões para obras de Infraestrutura Urbana em Peruíbe, que serão promovidas no âmbito do programa “Nossa Rua”, em vias do Jardim Somar. O programa Nossa Rua é uma parceria entre o Governo Estadual e os municípios paulistas para obras de pavimentação asfáltica em vias urbanas de terra, com a aplicação de recursos de maneira igualitária entre as duas esferas. As intervenções beneficiarão os bairros Parque do Trevo, Estância São José, Balneário Caraguava, Estância Balneária Garça Vermelha, Balneário Três Marias, Balneário Josedy, Jardim Somar.

Autorizações para novos convênios

Rodrigo ainda autorizou a formalização de novos convênios entre a SDR e as Prefeituras de Peruíbe e São Vicente. O investimento da Pasta será de R$ 17 milhões.

Peruíbe receberá R$ 9 milhões em recursos, sendo R$ 7,5 milhões para obras de pavimentação asfáltica em diversas ruas do município, R$ 700 mil para recapeamento asfáltico, R$ 600 mil para aquisição de caminhão munck e R$ 250 mil para construção de calçadas acessíveis, no âmbito do programa Cidade Acessível.

A Prefeitura de São Vicente será contemplada com montante de R$ 7,9 milhões, onde R$ 5 milhões serão destinados a obras de pavimentação asfáltica em vias municipais, R$ 1,9 milhão para obras de recuperação do Canal Wenceslau Brás e R$ 1 milhão para serviços de recapeamento em diversas ruas da cidade.

Para a formalização destes novos convênios, as Prefeituras beneficiadas devem encaminhar os projetos executivos e demais documentos necessários para a SDR e, assim, dar início às obras para que o Estado repasse os recursos.

E-mail