Governo de SP lança Casa da Juventude para incentivar qualificação e empreendedorismo

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Estado vai investir cerca de R$ 20 milhões em construção de centros de apoio profissional; unidades serão implantadas em parceria com municípios

O Governador João Doria lançou nesta terça-feira (4) o projeto Casa da Juventude, que vai oferecer espaços multiuso de apoio ao público jovem no início da vida profissional. Os equipamentos terão ações de incentivo à qualificação, empreendedorismo, busca de oportunidades de emprego e renda e área de trabalho colaborativo, estimulando a criação de novos projetos e negócios entre o público juvenil. O Governo do Estado vai investir R$ 20 milhões na criação de espaços em municípios de pequeno porte em diversas regiões.

“Estamos assinando hoje R$ 20 milhões de investimentos para as Casas da Juventude que serão implantadas a partir de agora em todo o estado de São Paulo. Um centro de difusão cultural, mas também de formação profissional para que os jovens tenham ali um coworkig place para o aprendizado e o aperfeiçoamento. É São Paulo trabalhando pelos jovens, pela juventude e pela transformação”, destacou Doria.

O projeto será gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Regional e contará com a participação das Secretarias de Desenvolvimento Econômico; Cultura e Economia Criativa; e Habitação, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). A Secretaria de Desenvolvimento Regional vai fazer a articulação com as Prefeituras e formalizar convênios para criação dos espaços.

As cidades interessadas devem, obrigatoriamente, contar com um Conselho Municipal de Juventude e ter população menor que 150 mil habitantes. As Prefeituras vão indicar terrenos e ficarão responsáveis pela aquisição de móveis e demais equipamentos. O Estado vai financiar prédios com área construída de 240m², em estrutura metálica e alvenaria. O prazo médio para a entrega de cada unidade é de oito meses.

“Anunciamos hoje os acertos do Governo, fruto de decisões difíceis que tomamos desde o primeiro dia da gestão. Alcançamos o equilíbrio nas contas, o que nos deixa em situação confortável para celebrar o futuro. A Casa da Juventude reflete o espírito deste Governo, que é o da inovação, do emprego, de olhar para os jovens”, afirmou o Vice-governador Rodrigo Garcia.

Mais oportunidades

O projeto vai ajudar jovens na busca por oportunidades de emprego e renda com ações voltadas para a qualificação profissional, economia criativa, empreendedorismo e convivência. Além de de cursos, a Casa da Juventude incentivará o coworking com área projetada especificamente para o trabalho colaborativo, garantindo que os jovens possam desenvolver projetos empresariais em diversos setores.

“O coworking é uma iniciativa nova e um espaço com a estrutura necessária para que empresas e profissionais independentes e, principalmente, jovens em início de carreira possam trabalhar a inovação, a criatividade, a troca de experiências e fortalecer contatos. Os jovens são empreendedores por natureza. A Casa da Juventude será o escritório do jovem no estado de São Paulo”, afirmou o Secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi.

Para a qualificação profissional, o Estado vai oferecer cursos de qualificação gratuitos do Novotec Expresso, além de um ambiente para desenvolvimento de modelos de negócios sustentáveis e startups. As Casas da Juventude também serão unidades acadêmicas e operacionais para atividades presenciais de cursos oferecidos pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo).

A Casa da Juventude também vai apresentar aos participantes um conjunto de negócios baseados em capital cultural e criatividade empreendedora. O objetivo é oferecer formação em economia criativa e práticas de transformação digital, além de oferecer cursos com metodologia apropriada para o ensino de robótica, tecnologias da informação e tecnologias aplicadas a design, animação e games, entre outros.

Números

Levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Regional aponta que há cerca de 10 milhões de jovens com idade entre 15 e 29 anos no estado de São Paulo, ou 22% da população. No Brasil, a população jovem é de 48, o equivalente a 28% da população.

De acordo com a pasta, existem ao menos 59 municípios com Conselho Municipal da Juventude instituído ou em processo de criação em todo o estado. A expectativa é de que o projeto Casa da Juventude incentive os municípios e incentive a criação de novos conselhos.

Subsecretaria da Juventude

O Decreto Nº 64.812, de 21 de fevereiro de 2020, transferiu da Secretaria de Esportes para a Pasta de Desenvolvimento Regional (SDR) o Conselho Estadual da Juventude e a Coordenação de Programas para a Juventude, com a denominação alterada para Coordenadoria de Juventude. Em seguida, criou-se a Subsecretaria com o objetivo de elevar o tratamento da temática, fortalecendo a gestão das políticas e fomento a interlocução institucional com a juventude paulista.

A transferência tem o objetivo de promover ações voltadas ao jovem de maneira regionalizada, ampliando o diálogo com todos os 645 municípios, além de criar mecanismos para implementação de ações governamentais com maior agilidade. A SDR tem como característica a interlocução intersetorial com as demais Secretarias estaduais, facilitando a aplicação das políticas públicas para os jovens paulistas.

“Queremos dar protagonismo ao jovem. Eles enfrentam enormes dificuldades de ingresso e permanência no mercado de trabalho, além da falta de oportunidades de capacitação e formação. O momento da pandemia intensifica ainda mais os problemas sociais. É preciso ter cuidado no tratamento das questões que envolvem a juventude. O conceito que o jovem é problemático e rebelde precisa ser extinto. O jovem é o futuro e a Casa da Juventude apoia esse pensamento,” analisou o Subsecretário da Juventude, Luiz Oliveira.

Assista o vídeo institucional:

Tags: , , ,

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T