Governo de SP reativa patrimônio cultural em Franco da Rocha

Secretaria de Desenvolvimento Regional

Museu Osório César voltará a exibir trabalhos artísticos produzidos por ex-pacientes do Hospital Psiquiátrico de Juquery

O Governo do Estado, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Regional e de Justiça e Cidadania, entregou nesta terça-feira (1), em cerimônia virtual, obras de recuperação, modernização e restauração do Museu Osório César (MAOC), localizado no município de Franco da Rocha. As obras foram financiadas com recursos do Fundo de Interesses Difusos (FID), gerido pela Secretaria da Justiça e Cidadania. O valor total da obra é de R$ 2,4 milhões. O FID investiu cerca de R$ 2,2 milhões e a contrapartida da prefeitura é de R$ 246 mil.

Fundado em 1985, o Museu encerrou as atividades há 16 anos, logo depois de um incêndio que atingiu o prédio administrativo do Complexo Hospitalar Juquery. Este monumento abrange uma vasta coleção com mais de oito mil pinturas, modelagens e desenhos preservados no Núcleo de Acervos, Memórias e Cultura do Juquery, que, segundo a Secretaria Municipal da Cultura, serão disponibilizados em uma plataforma virtual pública e gratuita, a fim de torná-los conhecidos e chamar a atenção da sociedade para a importância da arteterapia na saúde mental.

“Com o descerramento dessa placa, estamos colocando o Museu Osório César à disposição da população de Franco da Rocha e dos demais visitantes também. Esse museu é tão bonito e tão importante que vai servir a pessoas de outras regiões e, inclusive, de fora do Estado do Estado de São Paulo”, afirmou o Governador João Doria, que participou do evento de inauguração por teleconferência.

O titular da Pasta, Marco Vinholi chamou atenção para a importância da reativação do monumento: “A reinauguração do espaço é um marco importante para o município que completa 73 anos de história e visa, além de reparar e preservar o espaço e manter em funcionamento um equipamento com todo o valor histórico, paisagístico e estético inestimável”, disse o Secretário Marco Vinholi.

Após mais de uma década fechado, o acervo museológico cultural voltará a exibir obras de ex-pacientes do Hospital. Além disso, a casa abrigará uma sala de vídeo para sensibilização, sala de exposição de médio porte e três salas de exposição de pequeno porte. A maioria dos espaços estão sendo conservados por meio da utilização de paredes cenográficas, preservando as estruturas do ambiente.

“Após o processo de restauro, o Museu Osório César reabrirá as portas para o público exibindo 270 trabalhos artísticos produzidos pelos ex-pacientes”, destacou o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, que também participou da entrega virtual

Sobre o MAOC

O Museu de Arte Osório Cesar, dialoga com as relações entre cultura e saúde dentro da cidade de Franco da Rocha, que nasceu nesse contexto. É o primeiro e único museu da região, pioneiro no estudo da arte como terapia no mundo.

A expectativa da Secretaria da Cultura é que, com a reabertura do museu, o município consiga fortalecer a identidade local, valorizando a memória e a arquitetura histórica do Complexo Hospitalar, para oferecer à população um equipamento cultural de artes visuais, além de contribuir com o turismo na cidade.

“É interessante pensar que temos em nosso acervo produções artísticas que influenciaram a arte moderna brasileira. Artistas como Tarsila do Amaral e Flávio de Carvalho visitaram o Juquery e se inspiraram na construção de suas obras. Ao mesmo tempo que se trata de uma história local, trata também da formação de arte brasileira, onde existe uma questão regional e nacional”, comenta o técnico em museologia da prefeitura, Elielton Ribeiro

Sobre o FID

O Fundo de Interesses Difusos (FID) é o órgão que gere recursos destinados à reparação dos danos ao meio ambiente, aos bens de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico, ao consumidor, ao contribuinte, às pessoas com deficiência, ao idoso, à saúde pública, à habitação e urbanismo e à cidadania, bem como a qualquer outro interesse difuso ou coletivo no território do Estado.

O FID celebrou no período de 2010 a 2020 um total de 216 convênios com órgãos do poder público e da sociedade civil, totalizando aproximadamente R$ 312 milhões em investimentos. Em 2020, foram assinados 11 novos convênios no valor total de R$ 28,1 milhões de reais, dos quais R$ 20 milhões destinados à Secretaria de Estado da Saúde, para enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Fernando Magatti

Tags: , , , , , , , , , , ,

PROGRAMAÇÃO – 1º SEMINÁRIO DE GESTÃO PÚBLICA

8h: Recepção – Credenciamento

9h: Abertura oficial – Vídeo ações do Governo de São
Paulo

9h10: BLOCO 1 – Desafios da Gestão Pública

• Marco Vinholi – Governo Municipalista;
• Henrique Meirelles – Economia e Finanças Públicas;

10h10: BLOCO 1 – Falas – Prefeitos e Parlamentares


10h40: BLOCO 2 – Soluções e inovações da
Gestão Pública

• Rodrigo Garcia – Diretrizes do Novo Governo;
• João Doria – Gestão Pública e Inovação Digital;

12h: BLOCO 2 – Anúncio – Liberação de recursos – Assinatura de
Autorizo Digital.

T