Iniciativa do Desenvolvimento Regional impulsionará ações no noroeste do estado

O Governo de São Paulo lançou, nesta sexta-feira (08), o programa de desenvolvimento para a região da Nova Alta Paulista, localizada no noroeste do estado. O “SP Alta Paulista” propõe o desenvolvimento regional, econômico e sustentável, através de ações estaduais, para a redução das desigualdades sociais e melhoria no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) local. A previsão de investimentos deve superar os R$ 300 milhões.

“O SP Alta Paulista é um programa de gestão integrada. Assim como estamos fazendo com enorme sucesso no Vale do Ribeira com o Vale do Futuro, assim será aqui nessa região com mais saúde, mais educação e mais investimentos. Agora o crédito fica mais rápido e fácil. Com a formação desse programa, todos os municípios da Alta Paulista podem ter acesso a esses financiamentos para os seus programas de desenvolvimento, desde que garantam educação e geração de empregos’, afirmou Doria.

Situada na divisa dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a região possui pouco mais de 400 mil habitantes distribuídos em 8.509 km² de extensão territorial e é composta por 30 municípios.  As cadeias produtivas que sustentam a economia da Nova Alta Paulista são a agropecuária, o turismo, a inovação, a tecnologia e a intermodalidade de transportes.

A iniciativa foi elaborada pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), em parceria com a Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista (AMNAP), e tem como objetivos estratégicos o desenvolvimento sustentável, a redução de desigualdades e promoção de mobilidade social, a articulação do transporte multimodal e o fortalecimento regional.

“Um dia muito importante para toda a população da Nova Alta Paulista. A AMNAP se organizou e trabalhou de maneira profunda para resolver os gargalos imediatos, mas também para poder planejar o futuro da região, assim como acontece no Vale do Ribeira com o Vale do Futuro e no Pontal do Paranapanema com o Pontal 2030, e assim será feito aqui na região. Serão investidos mais de R$ 300 milhões aqui na nossa Nova Alta Paulista”, exaltou o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Além disso, o programa tem como metas a elaboração de um plano de desenvolvimento sustentável, o alinhamento de ações às realidades locais, definir ações de curto prazo para melhorar e eliminar gargalos imediatos e definir ações de longo prazo para transformar a região.

“Mais um programa de desenvolvimento regional, agora para a Nova Alta Paulista. Serão diversas ações em eixos prioritários que têm como objetivo a redução das desigualdades sociais e a melhoria no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região. Nosso objetivo é melhorar e transformar a vida da população local”, disse o coordenador do programa, Marco Pilla.

Os municípios contemplados com as ações do programa são Adamantina, Arco Íris, Bastos, Dracena, Flora Rica, Flórida Paulista, Herculândia, Iacri, Inúbia Paulista, Irapuru, Junqueirópolis, Lucélia, Mariápolis, Monte Castelo, Nova Guataporanga, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pacaembu, Panorama, Parapuã, Paulicéia, Pracinha, Queiroz, Rinópolis, Sagres, Salmourão, Santa Mercedes, São João do Pau d’Alho, Tupi Paulista, e Tupã.

O programa conta uma atuação Inter secretarial de 19 pastas do Governo do Estado e diversas ações estratégicas para a região. Confira abaixo:

Meio Ambiente: Valorização e Proteção dos Ativos Ambientais; Fomentar Aterros Sanitários; Fortalecimento das Políticas de Resíduos Sólidos; ICMS Ecológico.

Agropecuária: Acesso ao Crédito – Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (FEAP); Ampliar acesso ao Programa Paulista de Interesse Social – PPAIS; Assistência Técnica e Extensão Rural para o Fortalecimento da Agricultura Familiar; Inovações Tecnológicas para cultivares – APTA; Apoio à fruticultura, cafeicultura e citros.

Saúde: Ações coordenadas para ampliação e aperfeiçoamentos dos serviços assistenciais ofertados à população através dos consócios municipais de saúde; Adequação e investimentos nas Santas Casas.

Emprego e Renda: Arranjos Produtivos Locais; Fomentar a Agro industrialização – Alimentos Processados; Fomentar a adesão do setor terciário e municípios à Bolsa Eletrônicas de Compras – Sistema BEC; Integração dos Transportes viários, ferroviários e hidroviários.

Vicinais: Recapeamento da SP 294 (Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros); Ligação da Rodovia João Ribeiro de Barros com a Rodovia Assis Chateaubriand.

Turismo: Desenvolvimento, estruturação e fomento dos municípios de interesse turístico.

Políticas Sociais: Políticas públicas para idosos, juventude (Casas da Juventude), proteção às mulheres (Casas da Mulher), afrodescendentes (Casas SP Afro Brasil) e população indígena.

Investimentos para Catanduva e Junqueirópolis

Durante o lançamento do SP Alta Paulista, Doria também autorizou a formalização de convênios entre a Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) e as Prefeituras de Catanduva e Junqueirópolis.

Catanduva receberá R$ 13,5 milhões para obras de reforma e ampliação do Hospital do Câncer de Catanduva – Fundação Padre Albino e R$ 15 milhões para obras de infraestrutura urbana a serem indicadas pela Prefeitura. Já Junqueirópolis será beneficiada com R$ 200 mil para reforma de Centro Esportivo, no âmbito do Programa Parcerias Municipais e R$ 250 mil para construção de calçadas acessíveis, no âmbito do Programa Cidade Acessível.

A SDR aguarda as Prefeituras contempladas encaminharem os projetos executivos e demais documentos necessários para realizar a celebração dos convênios e o início das obras.

Por: Pedro Henrique Rosa

E-mail