Iniciativa do Conselho Nacional da Juventude busca mobilizar jovens de todas as regiões do País para saber como enfrentam o momento atual

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria da Juventude, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Regional, está apoiando o Conselho Nacional da Juventude (CONJUVE) na realização da pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus (Covid-19)”. A partir de 15 de maio, jovens de 15 a 29 anos de todo o país terão a oportunidade de participar da iniciativa por meio do link http://bit.ly/juventudesecovid19.

“O Governo do Estado está comprometido em acompanhar de perto como os jovens paulistas têm confrontado este momento de tantas mudanças; sabemos que há muitas dificuldades e a nossa colaboração será mapear as situações diárias enfrentadas pelos jovens e realizar ações para ajudá-los”, afirma o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Promovida pelo CONJUVE, em parceria com as organizações Em Movimento, Visão Mundial, Fundação Roberto Marinho, Mapa Educação, Porvir, Rede Conhecimento Social e UNESCO, a pesquisa tem como objetivo compreender como jovens de regiões e realidades sociais diferentes têm enfrentado a Pandemia e como eles veem as consequências em suas vidas e na sociedade.

“Esta pesquisa também é importante para a Coordenadoria Estadual da Juventude compreender o pensamento e a realidade dos jovens paulistas durante o enfrentamento da pandemia. Temos apoiado as ações da CONJUVE e continuaremos trabalhando juntos em prol dos nossos jovens”, diz o Coordenador Estadual da Juventude, Luiz Oliveira.

O questionário que instiga os jovens a relatarem como se sentem em relação às medidas de saúde e contenção do vírus, seus efeitos na educação, saúde, trabalho, renda e informação, é composto por 47 perguntas e foi elaborado por um grupo de 20 jovens de diferentes regiões e realidades. Além disso, foi criado um Comitê Técnico com especialistas em juventude, pesquisa, comunicação e mobilização.

“O contexto atual tem forte influência no processo de desenvolvimento da população jovem no Brasil. Para o enfrentamento aos desafios impostos pelo coronavírus será fundamental a construção de soluções que sejam baseadas em evidências, sustentadas por um processo de diálogo e articulação social, garantindo que as vozes das juventudes de diferentes regiões e realidades sejam ouvidas e amplificadas”, conclui Marcus Barão, vice-presidente do Conselho Nacional da Juventude.

O questionário ficará disponível até 31 de maio e a divulgação dos resultados está prevista para ocorrer no início de junho.

Kethlyn Jesus