Local incentiva qualificação profissional e empreendedorismo jovem

O Governador Rodrigo Garcia e o Secretário de Desenvolvimento Regional, Rubens Cury, inauguraram, nesta sexta-feira (10), em Barretos, a primeira unidade da Casa da Juventude, denominada “Carla Cristina do Carmo Souza”. O local oferece qualificação profissional e incentiva o empreendedorismo da juventude. O equipamento recebeu investimento de R$ 790 mil do Governo Paulista e outros R$ 243,9 mil de contrapartida municipal.

“A Casa da Juventude é uma proposta inovadora do Governo de São Paulo para apoiar a população jovem. Em parceria com a Prefeitura de Barretos estamos oferecendo um centro de difusão cultural, mas também de formação profissional. Os jovens barretenses terão acesso a cursos e espaço para trabalho compartilhado (“coworking”) para desenvolver suas capacidades, sem nenhum custo”, frisou o Secretário Cury.

Pelo convênio firmado com a Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) para a construção da Casa da Juventude, a Prefeitura ficou responsável por equipamentos e mobiliários. A unidade oferece, em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Cultura e Economia Criativa, cursos de qualificação profissional, cultura e conhecimento.

Na unidade de Barretos, o Via Rápida, vinculado à Pasta de Desenvolvimento Econômico, está ofertando 20 vagas para o curso de “Inteligência empresarial com Excel” e outras 20 vagas para formação em “Lógica de Programação”. Com carga horária de 40 horas e gratuitos, as inscrições para as capacitações poderão ser realizadas a partir desta sexta-feira (10).

O Projeto Guri, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, vai oferecer, nos períodos de contraturno escolar, cursos de Canto Coral e de Iniciação Musical para Adultos.

O Pontos MIS, programa de formação e difusão cultural em todo o estado, já garantiu sessões de cinema, oficinas, palestras, exposições e formação em gestão cultural. Já estão previstos para a Casa da Juventude a exposição “Radiolas”, do fotógrafo paulista Felipe Larozza, e a “EncenaSom: oficina de podcast ficcional”, com Lucas Martins Neia.A leitura e o conhecimento também são prioridades na Casa da Juventude.

A “Biblion”, a biblioteca digital do Estado, conectará os jovens a um acervo composto por mais de 15 mil títulos. Por meio da iniciativa encontrarão, além dos livros, clubes de leitura, podcasts, seminários, capacitações, oficinas de leitura e outras atividades culturais e de formação online e gratuitas.

“A Casa da Juventude é a concretização de um sonho. Queremos dar protagonismo ao jovem que enfrenta dificuldades para o ingresso e permanência no mercado de trabalho. Estamos oferecendo capacitação profissional e cursos que estimulam o desenvolvimento e o crescimento profissional dos jovens. O presente e o futuro de São Paulo estão na juventude”, comentou o Subsecretário da Juventude, Luiz Oliveira.

Convênios para Casas temáticas

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), por meio da Diretoria de Planejamento e Projetos, desenvolveu o projeto de um equipamento em estrutura metálica e em concreto, com alvenaria em bloco cerâmico, que pudesse atender fins distintos. Padronizado, porém com uma divisão interna que pudesse ser adequada conforme a sua utilização.

Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Regional, a iniciativa levou à criação de programas segmentados para atender uma população necessitada de políticas públicas: a mulher, o jovem e o negro. Além de atender um serviço público específico que necessita de expansão continua em função da demanda, a saúde.

O projeto executivo é formalizado por meio de convênio com a Subsecretária de Convênios com Municípios e Entidades não Governamentais da SDR e pode rapidamente chegar aos municípios paulistas. Neste modelo foram criados, os programas Casa da Juventude, Casa da Mulher, Casa SP Afro Brasil e Qualivida, que funcionam com parcerias inter secretariais nos serviços ofertados e com os próprios municípios, responsáveis pelo mobiliário para equipar as casas. O valor de investimento em cada unidade varia de R$ 735 mil a R$ 920 mil. Entre todos os convênios programados com esse fim estão previstos cerca de 200 equipamentos.

Por: Kethlyn Jesus

Governador Visita a 1ª Casa da Juventude de Barretos
E-mail